Portugal Insect

É com muito entusiasmo que a Aki À Bixo (representada pelo José Costa),  aceitou o convite para ser presidente da assembeleia da nova Associação de produtores e transforamadores de insectos de Portugal!

Esperamos que com esta associação se criem forças e sinergias entre produtores e transformadores  para o desenvolvimento do sector alimentar animal e humano.

Estiveram presentes na apresentação da associação a DGAV ( Direção Geral de alimentação e Veterianária ) e várias empresas do sector. A direção da Portugal Insect foi representada pela EntoGreen, Portugal Bugs e pela Nutrix

https://www.agroportal.pt/portugal-ja-tem-associacao-de-produtores-e-transformadores-de-insetos/

https://www.apez.pt/index.php/noticias/206-associacao-portuguesa-de-produtores-e-transformadores-de-insectos-portugal-insect

www.portugalinsect.pt

 

Lançamento do Manual de boas práticas

Foi lançado a 24 de setembrio de 2018 o Manual de boas práticas para a produção, processamento e utilização de insectos na alimentação animal.

a Aki á Bixo esteve presente no lançamento e participou com algumas fotografias e informação.

CM TV - Hora de Estimação - Reportagem na nossa loja

CM TV - Hora de Estimação - 2 de Fevereiro de 2014
Aki À Bixo: Alimento vivo, aves exóticas, répteis e peixes

A CM TV, através do programa "Hora de Estimação" veio conhecer a nossa loja e os nossos bichos. Foi uma experiência única, extremamente divertida e que serviu para nos dar a conhecer um pouco mais ao nosso país.

 

CM TV - Hora de estimação - http://cmtv.sapo.pt/programas/hora_de_estimacao.html

Comer Insectos - 5 Para a Meia Noite

RTP - 5 Para a Meia Noite - 17 de Janeiro de 2014
Comer Insectos

O programa "5 Para a Meia Noite" decidiu fazer um episódio sobre a alimentação de insectos recorrendo ao famoso Chef Miguel Mendes. Deixamo-vos aqui o webclip do mesmo de modo a poderem ver que existem diversas maneiras de cozinhar e comer insectos. Os insectos utilizados no programa foram fornecidos por nós portanto sabemos que a qualidade é algo que o Chef Miguel Mendes não dispensa.

5 Para a Meia Noite - http://media.rtp.pt/blogs/5meianoite/

Insect Gourmet (Chef Miguel Mendes) - https://www.facebook.com/insectgourmet

RTP - Portugal no Coração - A falta de alimento

RTP - Portugal No Coração - 17 de Dezembro de 2013
Comer Insectos

A RTP, através do programa "Portugal no Coração", decidiu incluir no ser programa uma pequena discussão sobre a falta de alimentação que está prevista para daqui a uns anos e a importância que o alimento vivo terá na alimentação humana. A entrevista foi conduzida pela Serenela Andrade e pelo Jorge Gabriel e teve a participação da nossa muito amiga e querida Professora Patrícia Borges da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar - Instituto Politécnico de Leiria.

Portugal No Coração - http://www.rtp.pt/programa/tv/p15159

Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar - http://www.estm.ipleiria.pt/

Os papagaios que falam, contam e...

Jornal Expresso - 17 de Agosto de 2009
Os papagaios que falam, contam e...
 
reportagem expresso 2009.08.17
"A comunidade científica assegura que os papagaios têm uma inteligência equivalente à de uma criança de dois ou três anos a nível do vocabulário e da compreensão. São absolutamente extraordinários", diz Júlio Rocha, de 63 anos, criador destas aves. Na sua vivenda em São Marcos, perto do Cacém, tem mais de cem, de várias espécies diferentes. Viu nascer a maioria deles, tendo criado muitos à mão, alimentando-os a papas e a biberão praticamente desde os primeiros dias de vida.

A sua dedicação é tanta que plantou uma horta junto à casa para que os papagaios comam apenas legumes e cereais biológicos, dispensando-os da ração. E até construiu uma espécie de viveiro de gafanhotos, minhocas, baratas e grilos para que, de quando em vez, possam também ter direito a um 'petisco' vivo. Tudo porque a alimentação não é uma questão de somenos. Bem nutridos e cuidados, podem viver 60, 70 anos, às vezes mais. Têm das esperanças médias de vida mais longas de todo o reino animal."Sacrifico a minha vida por causa destas aves. Já nem tiro férias para ficar sempre com eles. É um vício. Qualquer dia, a minha mulher põe-me fora de casa. Diz que estou mais tempo com os papagaios do que com ela", conta Júlio, a brincar.

Mas a verdade é que já houve um ataque de ciúmes na casa de Júlio Rocha, e de tal modo que acabou em separação. Mas não era a mulher quem não aguentava a presença da 'outra'. O problema era a "Flecha", uma fêmea cinzenta africana, a espécie mais faladora, que tinha atitudes possessivas. "Ela adorava-me, mas tinha imensos ciúmes da minha mulher e às vezes mordia-lhe quando ela se aproximava. Tivemos de dá-la a um amigo", lamenta Júlio.

Já passaram alguns anos, mas o criador ainda recorda com visível orgulho as habilidades do bicho. A forma como cantarolava a canção da "Aldeia da Roupa Branca" ou assobiava na perfeição a banda sonora do filme "A Ponte sobre o Rio Kwai". E, sobretudo, como todos os dias, pelas 12h30, se punha à janela a chamá-lo. "Júlio, vem almoçar!", gritava-lhe, substituindo a mulher na convocatória diária para a refeição.

Um elemento da família. Os ciúmes da "Flecha" não são um caso raro entre os psitacídeos, a grande família de aves a que pertencem os papagaios, as araras ou as catatuas, por exemplo. "São animais com uma capacidade de envolvimento emocional incrível. Desenvolvem uma enorme atracção por uma pessoa e, por isso, às vezes têm ciúmes de outras que estão perto dela. Mas é perfeitamente possível que se dêem bem com todos os elementos da família se forem devidamente educados. Mesmo que tenham sempre uma relação mais especial com um deles", explica Isabel Sampaio, treinadora destas aves e fundadora do recém-criado Clube dos Papagaios.

...

Leia toda a reportagem aqui